Cumming

Parque das dunas
No domingo fez um sol moderado, pois nosso inverno faz inveja a muita gente, pois alem de não fazer frio, ainda desfrutamos de alguns dias de sol, as vezes dá umas pancadas de chuva mais faz parte da época, então eu e meu marido resolvemos ir a lagoa do parque das dunas, em stela maris, fomos logo cedo, chegamos lá umas 8 horas, o local como sempre estava deserto, poucas pessoas conhecem lá, e as que conhecem parece que não gostam de natureza, pois não frequenta, paramos o carro junto ao beach stop, pois tem seguranças e depois íamos almoçar lá, e fomos caminhar, a entrada fica quase em frente, do asfalto para lá da uns 300m mais parece que estamos eum um local muito mais distante, pois na rua um movimento danado de carro e lá só ouvimos o canto dos pássaros, meu marido ao chegar lá tratou loco de tirar a roupa e dar um mergunho, nesse horário eu não me arrisco pois a água é bem gelada, eu também tirei a roupa e coloquei uma toalha para deitar-me ao sol, eu estava um pouco cansada pois na noite anterior tinha do dormir tarde, logo fiquei sonolenta e tirei um cochilo, meu marido ainda na água, ele viu que eu estava dormindo e resolveu ir ver se encontrava fruta, tem cajueiro e pé de mangaba proximo, e eu ali totalmente exposta e nua, poderia vir alguem e flagrar, e foi isso mesmo que aconteceu, perto desse parque tem um condomínio chamado petromar que fica bem proximo das dunas também, e as vezes vem pessoas caminhando pelas dunas usando outro acesso diferente do que viemos, então um casal e dunas crianças e mais um cachorrinho lindo estavam fazendo essa caminhada, só que por ser tranquilo o cachorrinho estava solto, e ao ver a lagoa se adiantou, só que quando ele me viu ali deitada se aproximou devagar sem fazer barulho, e começou a me cheirar, eu estava tão à vontade que tenho mania de dormir com uma perna reta e a outra dobrada e isso faz com que minha vagina fique mais exposta, adoro sentir o ventinho tocando nela, foi quando sentir uma língua me lamber a xoxota e o bumbum ao mesmo tempo, logo me assustei pois percebi que a língua era mais aspera, meu marido não seria, quando levantei a cabeça as crianças e o casal jáse aproximavam não dando mais tempo de me vestir, afinal lá é um local publico e não é oficial de nudismo, eu não me incomodo de ser vista nua, mais as pessoas que não estão acostumadas ficam um pouco constrangidas, olhei para água e meu marido não estava, pelo menos por eu ser mulher o casal e as crianças não reclamaram, ao chegar proximo me comprimentaram educadamente e eu retribui o bom dia e fiquei aguardando já eles falarem algo reprimindo, mais isso não ocorreu, sentaram mais ao lado e o casal de meninos se pressaram para tirar a roupa, logo o garoto perguntou se podia tomar nu, vi a expressão de espanto no rosto do casal, eu já tinha me virado e estava sentada, então a moça respondeu que sim, e o garoto de uns 6 anos entrou nu na água, a menina mais ou menos da mesma idade entrou de calcinha apenas, mais logo que molhou parecia estar sem, pois o tecido fino de algodão deixou transparecer o pequeno corte de sua vagina, eu olhava para cima para ver se meu marido estava vindo e nada, depois de alguns minutos, eu já mais relaxada deitei outra vez agora de barriga para cima, mais na posição que me encontrava bastava eles olharem para o lado que poderia ver minha vagina por completo, eu tinha colocado a bolça com as roupas fazendo tipo um travesseiro, e estava com um óculos bem escuro que eles não viam para onde eu estava olhando, virei om pouco e rosto para não ficar na direção deles e fiquei olhando para ver se eles me olhavam, a moça vez em quando olhava discretamente, mais o rapaz não conseguia ficar muito tempo sem olhar, eu então me levantei peguei o protetor solar e começei a passar no corpo todo, inclusive nos grandes lábios, e voltei a deitar, as crianças brincavam tão distraídas que nem notavam a minha presença, é ai que agente percebe a inocencia delas, foi quando meu marido veio descendo, e sentou ao meu lado, e me disse que tinha ido procurar frutas, o casal então olhou em nossa direção, nesse momento quando meu marid chegou eu pensei, agora eles vão reclamar, mais novamente me surpreenderam, continuaram com natuaralidade, para nossa alegria, pois iria detestar ter que me vestir, o sol ficava mais alto e mais forte era inevitável um banho, só que a melhor parte era justamente onde eles estavam, teríamos que passar em frente a eles para entrar, eu comentei baixinho com meu marido e ele respondeu, vamos lá, levantei segurei na mão dele e caminhamos devagar, pedimos licença e passamos bem pertinho, vi o olhar do rapaz para minha xereca que nem piscava, sorri por dentro e entramos na água, fomos mais ao meio que é mais funda ficando a parte intima submersa, a moça então resolveu entrar também, mais como não estava de biquini, tirou a camiseta e um short jeans, ficando de calcinha e sutien, mais logo vi que seria como a garota, pois era branca também, o rapaz estava de short e camisa, tirou apenas a camisa e entrou junto, quando ela mergulhou e levantou ficou tudo transparente, meu marido olhou rapidamente e mais não fixou o olhar pois sabemos que isso deixa a pessoas envergonhada, eu tratei logo de puxar um assunto, e começamos a conversar, depois de um tempo já estávamos bem amigas e contei que era naturista e sugeri ela tirar a calcinha, pois não é legal vestir peça molhada, ela viu que realmente não estava coberta, podiamos ver nitidamente os pelos da sua vagina bem pretinhos, ela então foi perto da roupa dela tirou as peças molhadas e colocou para secar ao sol, chamou a menina e tirou a calcinha dela tambem, ficando apenas o rapaz vestido, não comentamos nada pois cada um tem seu tempo, e passamos o dia maravilhoso lá, adoramos esse contato com a natureza.