Ass

Minha Paixão Por Gordinha Negra Madura
Venho dividir aqui com vocês não um conto, mas um relato, me chamo M….., tenho 35 anos, e sou do interior do estado de S.P, eu sempre fui alucinado por gordinhas, quando era criança/adolescente, tinha uma vizinha bem gordinha, de apelido NEGA, tinha seios maravilhosos e gigante, mesmo ela nunca deixando transparecer isso pelas roupas que usava, se percebia a dimensão mesmo tão escondidos, eu era louco para pelo menos pegar neles, estava sempre espiando a ela, vendo os sutiã, a espera de um dia poder pegar algo, ate que um dia consegui pela fresta da janela ver aquele imenso par de seios balançando com ela trocando de roupa, que vontade entrar la e mamar, mas so fiquei na vontade, e esse desejo todo por gordinhas e negra foi so aumentando durante os anos, pois essa não consegui nada além de espiar as vezes, inclusive algumas acho que ela percebeu, dias corridos, ate que para minha felicidade por volta dos meus 18 anos, em casa vem trabalhar uma mulher de seus 50 anos, bem fofinha, negra, seios gigantescos, bumbum imenso, quando ela andava me deixava louco,porque rebolava mês involuntariamente, e ela sempre usava blusinhas de alça sem sutiã,shorts de coton, e detalhe mesmo do alto de seus 50 anos, usava calcinha enfiadinha, como sempre via colado nos shorts dela, ou fazia isso para judiar de mim, aqueles bicos imensos pq normalmente era uma blusinha branca e ficava transparente e dava pra ver o tamanho, bicos sempre duros, e como eu já tinha meus 18 anos,tinha mais coragem de algumas coisas, como as vezes dar umas encoxadas nela na pia, fazendo de conta que iria colocar algo la, e com certeza ela sentia meu pau duro roçando nela, mas ficava sem graça, eu via ela se trocar todos os dias batendo uma pela janela do quartinho, e que tezao de negra, so que era casada, e parecia bem infeliz na parte sexual,como um marido pode não comer com vontade aquele sonho de mulher? Eu fazia de tudo para que ela percebesse o tezão que tinha nela, ate que um dia eu meio que dormindo,ela entra no meu quarto pegar roupas para lavar sinto, um silencio, mas eu sem abrir os olhos fazendo de dormindo, tenho certeza que ela ficou olhando para mim dormindo com um shorts largo sem cueca onde começou a ficar duro por imaginar ela me desejando, e pra minha surpresa senti ela chegando mais perto e não e que ela passou a mao de leve no meu pau? Mas continuei me fazendo dormindo, senti que ela abaixou e passou bem suave seu seio na minha mão, aquilo me deixou louco mas continuei ali, ai acho que ela assustou com algo se levantou e saiu para minha infelicidade,achei que aquele dia enfim teria meu sonho realizado com aquela deusa, mas não sei pq ela começou a se esquivar muito de todas as investidas minha depois disso,acho que começou a sentir culpada por ser casada, ai não consegui um espaço para tocar naquele assunto, e anos foram passando, eu sempre ia trabalhar de carro, e no meu caminho, todas as manhas tinha uma mulher de 54 anos, que perguntei depois a idade, negra bem gordinha, domestica de uma casa por onde eu passava,sempre limpando a rua, um corpo que me deixou louco, peitão, bundão, usava umas roupas tao justas que dava para ver o tanto de celulite que tinha, e isso me deixava ainda mais louco, chegou ao ponto de eu em alguns dias dar voltas no quarteirão e passar mais vezes pra admirar aquele sonho, até que ela começou a perceber, pois eu comecei a comprimentar as vezes que ela olhava eu passando, ate que um dia parei, para pedir informação, como quem não quer nada,e ela percebeu que eu estava por dentro de cada canto daquele bairro, mas respondeu com maior educação e simpatia, e eu percorrendo aquele corpasso com os olhos com ctza ela percebeu, isso deu uma estreitada no assunto, e todos os dias eu parava para conversar com ela um pouco, e fomos perguntando nos apresentando, etc, ate que um dia ela começou a ficar ate mais tarde no trabalho que fazia eu ve-la na hora de ir embora tb, e não resisti a para no ponto em que ela estava, e oferecer uma carona,sem nem saber onde ela morava, e como eu sabia que era casada, estava apenas admirando aquela delicia, cheirosa,com uma blusinha imensamente decotada, uma calça legging branca, e uma rasteirinha, ali do meu lado, perguntei onde morava, e ela dizia que era so deixar num ponto no centro da cidade que estaria ótimo sem precisar pegar 2 onibus, e conversa vai e vem, comecei a perguntar dela no casamento e tal, ai ela começou a falar que não fazia nada a meses, que seu marido nem ligava pra ela, e eu indignado, tomei coragem e falei, nem vc chegando toda deliciosa vestida assim, ele não te pega de jeito? Ela sorriu, e disse magina, deve estar no bar, so chega pra tomar banho, jantar e apagar, e minha coragem foi aumentando e eu indo cada vez mais devagar para aquele momento nunca acabar, ai falei como um homem não fica louco com um corpasso assim? Ela olhou,sorriu, falou, ate parece,eu sou gorda, eu falei justamente, isso que devia deixar ele ainda mais doido, com todo respeito olha seus seios que lindo, seu bumbum lindo,gigantesco, vc sempre sensual, pq imagino que tenha percebido, eu sempre passo na frente da casa de seu patrão te admirar,as vezes passando ate duas vezes, pq vc me deixava louco, não tem noção do quanto vc já me inspirou, ela disse, sinceramente eu percebi, não sei se reparou que meus shorts começaram a ficar mais curtos qndo eu limpava a calçada, eu ate assustei,pensando caramba,sera que e hoje, sera que esse sonho de mulher se interessou por mim, e nisso a conversa so foi esquentando, e perguntando oq gostávamos de fazer, etc, ate que ela disse que amava chupar mas o pau do marido não ficava mais duro como ela gostava e sabia fazer, tomei coragem e falei, acho que quero experimentar isso,pra ver se o meu fica duro, e ela so olhando para frente, acho que assustou, ai pedi desculpas, ela disse imagina, gostei de ouvir isso, ai foi a deixa, então como estávamos num lugar deserto, e começando a noite, escurinho, falei se eu parar ali naquele escuro vc deixa eu experimentar? Ela ficou alguns segundos muda, ate que falou, sei la,eu falei vou parar la e vc pensa, fui parando, e olhando ela de cima embaixo, mas meu pau estava estourando dentro da calça de tao duro, fui abrindo o zíper e tirando, ela toda envergonhada, falei pega nele pra ver mereço essa chupada, ela toda envergonhada, peguei a mao dela e coloquei nele, ai ela ficou com a mao parada nele, ate que começou a bater uma pra mim,que mao,que suavidade, ai falei, e agora sera que mereço? Ela foi abaixando e começou, nossa fui as nuvens, que boca, deixava ele todo melado, como um marido pode não gostar? Ela faz isso muito bem, nisso fui descendo a mao pelas suas costas ate sua imensa bunda, e apertano por cima da calça, senti aquela calcinha super enfiada, ela começou a rebolar na minha mao, a dar uns gemidinhos, e eu perguntei,esta ficando com tezao e? Pra minha surpresa, ela disse, estou desde que entrei no carro, ai pedi que tirasse a blusinha que eu queria ver seus seios, que cena maravilhosa, que lindos, melhor do que eu imaginava, ela tirou e já voltou com a boca nele, perguntei, gostou de chupar ele ne? Ela falou amei! Nisso eu abaixei o encosto do meu banco e ela veio por cima com aquele imenso par de seios e começou a fazer uma espanhola, eu estava nas nuvens, depois fui e baixei o encosto do banco em que ela estava também, pedi que tirasse a calça e ficasse empinadinha pra eu ver agora ali tao perto aquela bunda que eu ficava louco qndo passava de carro, fiquei alucinado com cada cm daquela bunda se revelando com ela tirando a calça, pedi que deixasse a calcinha, e linda, de renda,branca, enfiadinha, ai como o banco ficou reto, ela ficou como se estivesse de 4, pra eu ficar vendo, que demais, apertei,beixei, dei mordidinhas, ela so falava não deixa marcas, e como eu já estava so de cueca,pedi pra ficar encoxando, me esfregando nela, ela deixou na hora e começou a rebolar, se esfregar nele, e me dizendo nossa,quanto tempo não sinto um tezao desse, e ficamos nesse esfrega por um tempo, ate que peguei meu dedo e comecei a brincar com ela, nossa toda lizinha, depiladinha, ate que deitei devolta no meu banco, fui a minha carteira para procurar camisinha, e falei a ela não acredito, logo agora estou sem, e pra minha surpresa, ela foi vindo pra cima de mim,com uma cara de safada e tezão, dizendo haaa agora não quero nem saber quero sentir ele dentro de mim urgente, falei, vamos nos recompor e procurar uma farmácia, ela disse, naaaaao quebra o clima, colocou minha mao na xaninha dela e disse olha aqui como estou não posso mais esperar, e puxou a calcinha de lado e foi sentando nele, e ela estava encharcada mesmo, pq sentou, entrou muito fácil, eu falei nossa, isso não pode,ela disse fique tranquilo,sou operada a anos, e meus filhos já estão bem grandes, parei a fabrica a anos, vc vai ficar quietinho, que não vou sair de cima dele, e começou a galopar muito forte, que nossos corpos estalavam com as sentadas dela, gemidos tao altos como nunca escutei, ai falou também um tezao acumuluado a tantos anos so daria nisso muito prazer, e foi pulando, pulando,e eu falando vai devagar que estou quase gozando assim,esta muito bom, pq eu queria tirar pra gozar nos peitos dela, ai ela disse, não,hoje vc vai gozar ai dentro pq esta ficando tarde, e quero gozar com ele dentro de mim também, ai ela disse vai vamos rápidos pra gozar juntos, começou com mais força e velocidade ate que senti o mel dela descendo no meu pau depois de gemidas altas ela ficando mole, falei não para que estou quase gozando tb, ai ela debruçou em mim e ficou mexando so o quadril, nossa, na hora que falei estou gozando ela ergueu o corpo e começou a pular denovo, ai eu falei fica parada com ele dentro pra sentir meu leite invadindo vc, ela falou nossa que sensação deliciosa, ai ela foi saindo de cima, e como ele estava todo melado de nosso mel,ela foi la e limpou ele todinho com a boca,aquilo me fez flutuar, olhei pra ela e disse, quem diria heim? Vc estava toda tímida a hora que entrou no carro e dominou quase tudo, falei,precisamos fazer mais isso,ela disse com ctza faremos, mas agora precisamos ir, deixei ela no tal ponto, que não estávamos longe, ai falei ate amanha delicia, ela disse, ate, pois todos os dias parava na frente da casa pra darmos uns amassos, mas depois conto outras aventuras com essa deusa que conheci.